O crédito consignado é uma opção popular para quem busca facilidade na aprovação, taxas de juros mais baixas e parcelas descontadas diretamente da folha de pagamento ou benefício. No entanto, um problema que pode surgir é a margem negativa do consignado, que impede a contratação de novos empréstimos ou cartão de crédito.

Neste guia completo do site Solicite Fácil, você vai entender o que é margem consignável, o que significa ter uma margem negativa, como saber se sua margem está comprometida, as causas e consequências desse problema, e como resolvê-lo de forma eficaz. Vamos conferir?!

O que é margem consignável?

Antes de entender sobre margem livre, zerada ou negativa, é preciso saber do que estamos falando, não é mesmo?

Publicidade
Publicidade

Bom a margem do crédito consignado, conhecida também como margem consignável, é a porcentagem do seu salário ou benefício que pode ser comprometida com o pagamento de empréstimos, valor mínimo da fatura do cartão de crédito consignado ou cartão de benefício.

Essa porcentagem é limitada por lei para evitar o endividamento excessivo, considerando que os aposentados e pensionistas do INSS fazem parte do público de maior inadimplência no Brasil, comprometendo assim toda a sua saúde financeira.

Qual é a margem do consignado 2024?

A margem consignável é bem flexível, a qual muda de acordo com o cenário econômico que o país está passando. Quando há a necessidade, o governo federal costuma aumentar a margem para até 45%.

Publicidade

Atualmente, a margem consignável 2024 é de:

  • 45% para aposentados e pensionistas do INSS
  • 35% para beneficiários do BPC
  • 35% para servidores públicos federais
  • 30% para trabalhadores celetistas (CLT)

O que é margem negativa do consignado?

A margem negativa do consignado ocorre quando a soma dos descontos consignados ultrapassa a margem consignável disponível para o seu perfil. 

Na prática isso significa que você está comprometendo mais do que o limite permitido da sua renda com esses descontos automáticos em seu salário ou benefício do INSS.

Como saber se a margem do consignado está negativa?

Existem algumas maneiras de verificar se a sua margem está negativa, como:

  • Contracheque: consulte o seu contracheque e veja se o valor total dos descontos consignados ultrapassa a margem consignável
  • Extrato de pagamento do INSS (HISCON): para aposentados e pensionistas do INSS, o HISCON detalha os descontos consignados e a margem disponível
  • Portal do empréstimo consignado: Acesse o portal do empréstimo consignado do governo federal e consulte a sua margem disponível
  • Aplicativo do banco: alguns bancos e financeiras oferecem a consulta da margem consignável pelo aplicativo mesmo

Por que a margem fica negativa?

A margem fica negativa principalmente por três motivos:

  1. Contratação de novos empréstimos consignados: quando você contrata um novo empréstimo, o valor da parcela é descontado da sua margem consignável
  2. Aumento das parcelas dos empréstimos existentes: se as parcelas dos seus empréstimos consignados aumentarem, por exemplo, devido a reajustes, isso pode comprometer a sua margem
  3. Novos descontos: caso tenha novos descontos obrigatórios descontados da sua renda, como pensão alimentícia ou pensão judicial, esse valor vai interferir no seu salário e consequentemente poderá acarretar na margem negativa

Outras causas da margem negativa podem ser:

  1. Erros no cálculo dos descontos: verifique se há erros no cálculo dos descontos consignados em seu contracheque ou extrato
  2. Descontos indevidos: negocie a suspensão de descontos indevidos, como seguros que você não utiliza mais

Quais as consequências da margem negativa do consignado?

Não é nada interessante para quem precisa de crédito e não tem margem disponível, considerando que os empréstimos e cartões consignados são os que possuem a maior facilidade na aprovação (muitas vezes sem consulta ao SPC e Serasa) e os menores juros.

Nesse sentido, as principais consequências da margem negativa são:

  • Dificuldade em obter novos empréstimos: com a margem negativa, você não poderá contratar novos empréstimos consignados, visto que estará no limite do seu comprometimento de renda
  • Atraso no pagamento das parcelas: a margem negativa pode dificultar o pagamento das parcelas dos seus empréstimos, o que pode levar à inadimplência e negativação do seu nome

 O aumento de margem 2024 liberou margem negativa?

Em janeiro de 2024 foi aprovado o aumento de margem do crédito consignado para os brasileiros que tem direito a essa modalidade.

A atual margem do consignado 2024 é de até 45%, se baseando principalmente com o ajuste do salário mínimo, que passou para R$1.412,00.

Seguro prestamista é obrigatório no empréstimo consignado?

Assim, na prática, o aumento na margem possibilita que consumidor contrate um valor maior em empréstimo consignado ou até mesmo tenha mais limite disponível em seu cartão de crédito.

Contudo, o maior valor disponível não leva a uma margem negativa, pois isso depende do valor total dos descontos consignados de cada pessoa.

Como resolver a margem negativa?

Para você que está precisando de um empréstimo ou cartão consignado e não tem margem disponível, confira a seguir algumas maneiras de resolver esse problema:

  • Renegociar os seus empréstimos: você pode tentar renegociar os seus empréstimos consignados para reduzir as parcelas ou alongar o prazo de pagamento
  • Quitar os seus empréstimos: se você tiver condições financeiras, pode quitar os seus empréstimos consignados para liberar a sua margem
  • Fazer portabilidade de empréstimo: você pode transferir o seu empréstimo para outro banco que ofereça taxas de juros mais baixas ou prazos de pagamento mais longos

Conclusão

Gostou de saber mais sobre a margem negativa? É importante que você entenda como ela é calculada e como interfere em sua vida financeira, uma vez que pode impossibilitar que você contrate novos empréstimos!