Como fazer um diagnóstico completo de sua vida financeira em poucos minutos

Guia exclusivo com o passo a passo completo para te ajudar como está sua saúde financeira em poucos minutos. Veja agora!
22/09/2021

É comum escutar dos brasileiros que estão passando por um sufoco financeiro, que o salário não dá conta de todas as despesas e etc. Só que é preciso entender que para ter uma saúde financeira estável é essencial organizar seu dinheiro.

Por isso, a primeira coisa que você tem que fazer para ter uma vida financeira equilibrada é entender como andam as suas finanças. E o primeiro passo é ter um diagnóstico de suas finanças e lhe mostraremos como fazer isso!

O que é saúde financeira?

Na prática, ter uma boa saúde financeira é conseguir pagar todas as suas contas, sem que o saldo de sua conta entre no vermelho. Porém, sabemos que isso não é algo tão simples, então você deve estar se perguntando, o que fazer para melhorar a vida financeira?

Bom, não há segredo para isso e é mais simples do que você imagina! Ou seja, é necessário saber exatamente quanto dinheiro você realmente tem disponível, considerando todas as suas contas, todos os seus ganhos e bens.

Após isso, é o momento de pensar sobre o que essas informações lhe revelaram, isto é, você está gastando mais do que ganha? Para onde está indo a maior parte do seu dinheiro (gastos fixos ou variáveis)? Você é capaz de se reeducar financeiramente e assim passar a ter hábitos mais saudáveis na forma como enxerga e usa seu salário?

Bom, todas essas questões são importantes se o seu desejo é ter uma vida financeira estável, afinal, como você irá traçar um plano de ação se nem sabe como andam suas finanças, não é mesmo? Sem um objetivo, não há uma meta!

Então, antes de começar a pensar em elaborar um planejamento financeiro, fazer cortes no orçamento familiar, parar de sair para economizar ou outras dessas medidas desesperadas, é fundamental descobrir qual o nível de comprometimento está o seu dinheiro. Sendo assim, confira o passo a passo que preparamos para você diagnosticar como está sua relação com o dinheiro!

Como avaliar sua saúde financeira?

Para ter uma noção real sobre como está a sua situação financeira é fundamental avaliar três informações:

O dinheiro que você recebe

É muito importante que você saiba quanto dinheiro recebe todos os meses. Por isso, registre o valor do seu salário, de comissões (caso receba), e qualquer tipo de renda extra, como de dividendos ou aluguéis.

Um detalhe muito importante aqui é considerar apenas a quantia líquida, aquela que fica disponível na sua conta, descontando impostos e benefícios, como vale-transporte.

O dinheiro que você gasta

Se você quer analisar e saber como organizar sua vida financeira, não pode deixar de fora os gastos que consomem seu dinheiro todos os meses…

Então, anote também as suas despesas, tanto as fixas quanto as eventuais. Faça uma lista com todos os seus gastos mensais, como: aluguel, água, energia, internet, financiamentos, empréstimos, salão de beleza, combustível, escola dos filhos, academia e assim por diante.

Também é preciso conhecer o valor gasto com cartão de crédito e acompanhar despesas eventuais, seja com lazer, alimentação ou quaisquer outras compras não previstas.

Os seus bens

Além das receitas e despesas, liste todos os seus bens. Imóveis, veículos, aparelhos eletrônicos e investimentos entram nessa conta. Existem bens que são adquiridos com a intenção de serem transformados em dinheiro no futuro, como investimentos e fundo de garantia.

Há também bens que não costumam ser convertidos em dinheiro, como uma casa ou um automóvel para uso próprio. Em todo caso, todos esses devem ser registrados para que você tenha uma noção real do seu patrimônio.

Mas muito cuidado com a sua interpretação sobre patrimônio, pois esse abrange não apenas as suas posses, mas também tudo o que você deve. Por isso, o patrimônio real é a diferença entre tudo o que você tem e as suas dívidas.

Assim, feito esse levantamento sobre suas finanças pessoais, é hora de efetivamente fazer um diagnóstico da sua vida financeira e buscar formas de torná-la mais equilibrada e saudável!

Faça um diagnóstico da sua saúde financeira

Agora que já conhece melhor sua receita e seus gastos, chegou o momento de usar as informações registradas para fazer um diagnóstico das suas finanças.

Isso significa fazer um balanço do que entra e do que sai, observando a quantia que fica disponível após a conclusão de todos os pagamentos. Esse diagnóstico pode ter três resultados distintos:

Receitas maiores que despesas

Nesse caso, mesmo após arcar com todos seus custos, você ainda fica com uma quantia disponível no fim do mês. Esse é um bom sinal, visto que quando o dinheiro sobra, significa que você está controlando bem as suas finanças.

Esse valor pode ser usado para a criação de uma reserva de emergência, garantindo a sua tranquilidade e a da sua família. Além disso, é possível usar esse dinheiro que está sobrando para aumentar o seu patrimônio, ao realizar investimentos, por exemplo.

Receitas iguais a despesas

Se as suas receitas são iguais às suas despesas, você já está no meio do caminho para ter uma vida financeira estável. Isso porque, consegue equilibrar as contas e evitar dívidas.

No entanto, quando toda a renda mensal é comprometida, qualquer imprevisto pode trazer dificuldades, tornando a sua situação desfavorável. Então, para ter mais segurança financeira, você precisará fazer alterações em seu orçamento, cortando gastos desnecessários e aprendendo a economizar.

Receitas menores que despesa

Se a diferença entre o que recebe e gasta for negativa, então temos um sinal de alerta e isso não é bom para suas finanças. Dívidas e atrasos podem trazer grandes inconvenientes, como você já sabe, e é preciso agir para reverter esse quadro.

Muitas pessoas se encontram nessa condição justamente por não saberem como lidar com o dinheiro, principalmente a organização financeira deste. Então, se esse for o seu caso, será preciso reduzir gastos para equilibrar as finanças e conquistar mais segurança e tranquilidade.

Portanto, se você vive se perguntando: “Porque minha vida financeira não vai pra frente?”, saiba que o problema está, provavelmente, no diagnóstico 2 ou 3. E sendo assim, é hora de transformar esse cenário, afinal, agora você já sabe o que é preciso fazer para se organizar de vez!

Posts relacionados

 Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

 Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, conforme nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.