Buscando Cartão...
0%

Não caia na armadilha do pagamento mínimo da fatura

Pagou só o valor mínimo da fatura do cartão de crédito? Cuidado, pois o barato pode sair caro!
27/06/2022

Embora pareça muito vantajosa na hora do aperto financeiro, nem sempre a famosa proposta do pagamento mínimo da fatura do cartão é a melhor opção para seu bolso, pois os juros rotativos cobrados são os mais altos no Brasil, superando inclusive as taxas do cheque especial e parcelas de empréstimo.

Além disso, após pagar o mínimo do valor total da fatura, o cliente continua a usar o limite do cartão de crédito, ou seja, são grandes as chances de criar uma dívida daquelas, que vira uma bola de neve em pouco tempo.

Por isso, se você quer saber como usar o cartão da forma certa no seu orçamento, evitar o endividamento e nome sujo, continue a leitura e veja as formas de se proteger dos terríveis juros do crédito rotativo do cartão!

Afinal, o que é o pagamento mínimo da fatura?

Ao pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito, você está pagando uma parte do total do saldo devedor, geralmente entre 15% e 20%.

Assim, você não fica em atraso com o banco naquele mês. Mas, em contrapartida, entra no chamado juros do crédito rotativo.

Isso porque ao optar pelo pagamento mínimo da fatura do cartão, o restante do valor fica pendente e será lançado no próximo mês com o acréscimo de taxas e impostos.

A diferença entre o valor total e o que foi pago até a data de vencimento se transforma em um empréstimo, onde o banco cobre naquele mês o restante do valor da sua fatura.

Vale mais a pena pagar o mínimo ou parcelar a fatura?

Quando não se tem dinheiro suficiente para quitar a fatura mensal, a preocupação começa e uma das maiores dúvidas é sobre se vale mais pagar o mínimo ou parcelar.

Bom, ambos os casos são ruins para a sua saúde financeira, considerando que nos dois há a incidência de taxas e juros.

Contudo, na maioria dos cartões de crédito, atualmente é mais vantajoso fazer o parcelamento do total da fatura. Isso por dois motivos:

  1. É mais barato
  2. As condições de pagamento são melhores

Comparando taxas, o pagamento mínimo da fatura costuma ter juros médios de 15% ao mês, influenciado principalmente pela alta da taxa Selic.

Já quem opta por parcelar a fatura, geralmente, arca com juros médios em torno de 8%, podendo dividir o valor em até 24x.

O que fazer para não pagar o valor mínimo da fatura do cartão?

Se você não quer nem pensar em como fazer para pagar o mínimo da fatura, confira as dicas abaixo, que podem ser bem úteis!

  • Fique de olho na fatura para evitar gastos além do seu limite
  • Conheça a taxa de juros cobrada no rotativo do seu cartão
  • Cuidado com as compras parceladas, principalmente as de menor valor que se somam e criam uma grande parcela mensal
  • Ao optar por parcelar, verifique se as parcelas cabem no seu orçamento
  • Procure pagar o valor integral da fatura para evitar os juros e se não der, opte pelo parcelamento

Prontinho, agora você já sabe mais sobre o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito, que pode ser um alívio momentâneo, mas sem planejamento, pode se transformar em uma dívida alta.

Posts relacionados