Buscando Empréstimo...
0%

Entenda a diferença entre empréstimo pessoal e consignado

Descubra aqui quais são as principais diferenças entre esses dois tipos de crédito, principalmente com relação às taxas e forma de pagamento!
31/01/2022

Se você em algum momento da sua vida precisou pedir um empréstimo para ter dinheiro extra para quitar dívidas, colocar as contas em dia ou até mesmo investir em seus sonhos, com certeza já se perguntou sobre a diferença entre empréstimo pessoal e consignado, não é mesmo?

Bom, embora muitos brasileiros não saibam, existem grandes diferenças, especialmente com relação ao limite disponível, taxas de juros e forma de pagamento das parcelas.

Por isso, se você está pensando em solicitar crédito pessoal ou consignado, antes de tudo é importante conhecer como cada um funciona, para quem é e quais os benefícios oferecidos, para escolher o tipo de empréstimo ideal para você!

Então, continue com o Site Solicite Fácil que preparamos este guia rápido e descomplicado para você entender de uma vez por todas as diferenças entre crédito pessoal e consignado! Vamos lá?!

O que é um empréstimo pessoal e como funciona?

O crédito pessoal é uma linha de empréstimo ampla, que pode ser solicitada basicamente por todos acima de 18 anos, estando com o nome sujo ou não, desempregado ou não, sendo trabalhador autônomo ou com carteira assinada.

No mercado, o empréstimo pessoal é bem conhecido por ser o dinheiro fácil e rápido, visto que praticamente todos os bancos e financeiras oferecem esse produto financeiro e não há uma restrição com relação ao público-alvo.

Contudo, um dos grandes diferenciais de um empréstimo pessoal é o processo de análise de crédito, que costuma ser mais rigoroso que o consignado.

Na prática, as instituições antes de liberar o crédito ao cliente costumam avaliar o score de crédito e pedir comprovação de renda.

Com relação à forma de pagamento, as parcelas do empréstimo pessoal, geralmente, são disponibilizadas via boleto e o cliente fica encarregado de pagar mensalmente o valor combinado.

Como nesse tipo de empréstimo não há uma garantia de pagamento, as taxas de juros e o CET (Custo Efetivo Total) costumam ser mais altos que no consignado.

O que é um empréstimo consignado e como funciona?

O empréstimo consignado é uma linha de crédito voltada especificamente para beneficiários do INSS (aposentados e pensionistas), militares, servidores públicos e trabalhadores do regime CLT em que a empresa possui convênio com a instituição credora.

Hoje em dia, o crédito consignado é conhecido por oferecer uma das taxas de juros mais baixas do mercado, justamente porque há uma garantia de pagamento.

Diferente do crédito pessoal, no consignado às parcelas do empréstimo são descontadas automaticamente todos os meses do salário ou benefício do contratante.

Além disso, o limite de crédito oferecido nessa modalidade é diferente, pois o valor das parcelas não pode ultrapassar 30% da renda mensal do cliente, o que conhecemos como margem consignável.

Mas, a grande diferença é que se trata de um empréstimo barato e fácil de aprovar, visto que não há consulta aos birôs de crédito, como SPC e Serasa, já que há a garantia de pagamento.

Diferença entre empréstimo pessoal e consignado

Agora que você já sabe o que é um empréstimo pessoal e o que é um empréstimo consignado e como cada um funciona, vamos entender melhor sobre suas diferenças básicas.

Para ficar melhor para você entender, fizemos uma comparação das principais diferenças entre crédito pessoal e consignado na tabela abaixo, confira!

Conclusão

Prontinho, agora você sabe exatamente qual a diferença entre empréstimo pessoal e consignado, certo?

De modo geral, sempre recomendamos o consignado se você se enquadrar no perfil, visto que as taxas de juros podem ser até 4x mais baixas, bem como não é feita consulta aos órgãos de proteção ao crédito, ou seja, é mais fácil a aprovação para quem está negativado.

No entanto, o empréstimo pessoal também pode ser uma boa saída na hora do sufoco financeiro, principalmente se você solicitar o crédito para quitar dívidas. Por exemplo, o pessoal geralmente é mais barato que os juros do cartão de crédito e cheque especial.

Então, na hora de escolher o melhor empréstimo, faça as contas, veja se os juros são realmente vantajosos e organize as parcelas em seu orçamento!

Posts relacionados

 Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

 Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência, conforme nossa Política de Privacidade, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.